Zumbido é coisa séria: entenda o que é e a importância do tratamento

O zumbido é um som percebido no ouvido ou na cabeça, quando há ausência de uma fonte sonora externa. As causas podem ser inúmeras, sendo uma delas a perda auditiva.

Quer saber mais sobre o zumbido e a importância de trata-lo? Então continue acompanhando nosso post.

Entenda melhor o que é o zumbido

De acordo com a Associação Americana de Zumbido (ATA, na sigla em inglês), 20% das pessoas convivem com o problema. Entre os idosos acima dos 70 anos, a incidência é de 25%. Também conhecido como tinnitus, o zumbido pode ser semelhante a sons como apito, chiado, cachoeira, panela de pressão, motor, grilo, entre outros.

O zumbido pode ser algo passageiro ou então algo que acompanha a pessoa para o resto da vida.

Sinais e sintomas

Além do zumbido, chiado ou outros sons constantes, a pessoa também pode relatar tontura, enjoo, sudorese, além da dificuldade em ouvir.

O zumbido costuma ser consequência da perda de audição. Ele é uma tentativa do sistema responsável pela audição em compensar a falta do estímulo.

Além da perda de audição, doenças neurológicas, exposição a sons elevados, acúmulo de cera no ouvido, depressão e dieta inadequada estão entre as causas do problema. No caso dos fatores fisiológicos, a sensação é desencadeada por falhas na vascularização do ouvido. Com a passagem sanguínea insuficiente, as células têm menos oferta de oxigênio e não conseguem se nutrir adequadamente, o que prejudica o metabolismo da região. Já a depressão altera os neurotransmissores responsáveis pela audição.

Prevenção

Determinadas atitudes podem ajudar na prevenção ao zumbido. A primeira delas é evitar o uso dos fones de ouvido em excesso, principalmente com volume muito alto. O ideal é usá-lo por até duas horas por dia, em um volume que não ultrapasse o volume médio do aparelho.

Caso precise ficar exposto a barulhos acima de 80 decibéis, o recomendado é usar protetores auriculares. Para se ter uma ideia, os shows de rock têm, em média, cerca de 110 decibéis.

“De uma maneira geral, adotar um estilo de vida saudável também é o mais indicado para proteger os ouvidos do zumbido. Não fume e evite tomar bebidas alcoólicas em excesso. E, claro, alimente-se de forma saudável, tenha um sono refazedor e pratique atividade física.

Tratamento

Caso você ou alguém que conheça esteja sofrendo com o zumbido, o ideal é procurar imediatamente um médico otorrinolaringologista e informá-lo sobre os sintomas.

Há diversos tratamentos disponíveis, são eles: aparelhos auditivos, medicamentos, eliminação dos “gatilhos” que disparam ou pioram o desconforto (como alguns alimentos, por exemplo) ou até mesmo a Terapia de Habituação ao Zumbido, que consiste em habituar o paciente a conviver com o som, a ponto de não mais percebe-lo.

O tratamento dependerá das causas que estão acarretando o zumbido e somente o médico poderá indicar a melhor opção. O sucesso do tratamento depende das causas do zumbido e da resposta individual.

Quer saber mais sobre o zumbido e outros assuntos relacionados à saúde auditiva? Então não deixe de conferir todos os artigos do blog da Sonido.

         Veja também

O perigo da automedicação: medicamentos podem causar perda auditiva

O perigo da automedicação: medicamentos podem causar perda auditiva

Sempre vemos nos noticiários reportagens falando sobre os perigos da automedicação, já que os medicamentos estão entre as principais causas de intoxicação no Brasil e podem ter efeitos colaterais graves, dentre eles a perda auditiva temporária ou até mesmo permanente....

×

Olá! Como posso te ajudar?

A mensagem será iniciada pelo WhatsApp
ou envie um email para: contato@sonidoaudicao.com.br

× Agende seu teste