Perda auditiva em jovens: conheça uma excelente opção de aparelho hi-tech

Pense em dispositivos eletrônicos tecnológicos. O que vem à sua mente? Smartphones e smarTVs? E por que não aparelhos auditivos?

É bastante comum que perda auditiva seja algo atrelado apenas às pessoas idosas. Por vezes só conseguimos criar a imagem de idosos usando aparelhos auditivos enormes para poderem escutar melhor. Mas saiba que a realidade é bem diferente.

Estima-se que hoje, aproximadamente 1 em cada 5 adolescentes tenha algum tipo de perda auditiva e, infelizmente, esse número só tende a crescer. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,1 bilhão de pessoas com idade entre 12 e 35 anos estão sob risco de desenvolver perda auditiva.

E os aparelhos auditivos tecnológicos estão longe daqueles enormes imaginados por muitos, como citamos anteriormente.

A indústria de dispositivos auditivos inovou e fundiu design e tecnologia em seus produtos. A nova geração de aparelhos voltados para pessoas com deficiência auditiva está cada vez menor e praticamente imperceptível.

Aparelho auditivo high-tech

Especialmente para os jovens, há várias opções de aparelhos high-tech disponíveis no mercado. Uma delas é o Styletto , um aparelho auditivo com design elegante e discreto, que possui acabamento em metal, bem parecido com o do iPhone.

O dispositivo conta com uma verdadeira central multimídia pessoal, já que reproduz qualquer tipo de som como chamadas telefônicas, áudios dos aplicativos de mensagens e vídeos on-line.

Além disso, outro atrativo do aparelho auditivo é a facilidade e praticidade em recarregar as baterias, já que o estojo é um carregador compacto que funciona como um powerbank com autonomia de quatro dias. O software deste dispositivo é capaz de filtrar o ruído do ambiente e priorizar só a voz de quem fala à sua frente. O recurso é ideal para aquela conversa em uma festa em que ninguém se entende por causa do barulho alto.

Para os jovens, o Styletto atrai por parecer um fone de ouvido ultratecnológico. Para a saúde auditiva, é a garantia de que o déficit será corrigido e os ouvidos e o cérebro estarão protegidos da evolução da surdez e do surgimento de complicações.

Perda auditiva é coisa séria

A surdez parcial, mesmo que praticamente imperceptível, pode não incomodar em princípio ou levantar suspeitas de que há algo errado nos ouvidos.

Porém, ela age silenciosamente, prejudicando o funcionamento do cérebro. Isso pode facilitar o surgimento de demências mais precocemente, além de aumentar o risco de quedas, da perda de equilíbrio, provocar tonturas, isolamento social e depressão.

O ideal é que a qualquer sintoma, o médico otorrinolaringologista seja procurado e o tratamento iniciado imediatamente.

Gostou do nosso post sobre perda auditiva em jovens e aparelhos tecnológicos voltados para esse público? Então entre em contato com a nossa equipe para conhecer todas as nossas opções disponíveis e faça um teste gratuito.

 

 

 

 

         Veja também

O perigo da automedicação: medicamentos podem causar perda auditiva

O perigo da automedicação: medicamentos podem causar perda auditiva

Sempre vemos nos noticiários reportagens falando sobre os perigos da automedicação, já que os medicamentos estão entre as principais causas de intoxicação no Brasil e podem ter efeitos colaterais graves, dentre eles a perda auditiva temporária ou até mesmo permanente....

×

Olá! Como posso te ajudar?

A mensagem será iniciada pelo WhatsApp
ou envie um email para: contato@sonidoaudicao.com.br

× Agende seu teste