Perda auditiva e busca por auxílio: não espere piorar

A maioria das pessoas que sofre com perda auditiva espera muito tempo para buscar auxílio e, com isso, a piora do caso acaba sendo iminente.

Estudos mostram que, em média, as pessoas levam cerca de sete anos para buscar a ajuda de um médico para tratar a perda auditiva.

Outros dados mostram que enquanto 50% das pessoas que tem perda profunda usam aparelhos auditivos, apenas 10% daquelas com perda leve usam os dispositivos para melhorar a audição e evitar a piora do caso.

Problemas auditivos não tratados podem levar à depressão, causar maior risco de quedas e até mesmo colocar a vida em risco, isso porque quem não ouve bem está mais sujeito a acidentes de trânsito, por exemplo.

Como tratar a perda auditiva o mais rápido possível

Tudo deve começar com um checkup auditivo anual. Assim como outras especialidades médicas, como cardiologia e oftalmologia, a consulta com o médico otorrinolaringologista deve fazer parte da sua checagem da saúde todos os anos.

O otorrinolaringologista é o especialista que poderá identificar se existe algum grau de perda auditiva e a que, provavelmente, ela está relacionada (alguma doença, estresse, exposição a altos ruídos etc).

É esse médico que poderá solicitar exames como a audiometria, indicar o uso de aparelhos auditivos e encaminhar o paciente para um fonoaudiólogo, que é o especialista responsável pela adaptação aos dispositivos.

Caso você não faça o checkup auditivo anual, fique atento ao seu dia a dia. Percebeu que precisa sempre aumentar o som da TV para escutar melhor? Não consegue acompanhar as conversas dos amigos em ambientes mais barulhentos? Esses são alguns sinais de alerta e você já deve procurar por ajuda médica.

Pesquise muito sobre perda auditiva

Quando falamos em perda auditiva, muitas pessoas, principalmente os jovens, podem achar que esse é um problema que atinge apenas os idosos. Isso é um grande mito.

No Brasil, estima-se que um milhão de pessoas que sofrem com perda auditiva são crianças e jovens de até 19 anos.

Pesquisar muito sobre o problema irá te ajudar a entender que a perda auditiva é algo bastante comum em pessoas de todas as idades e que ela não é um bicho de sete cabeças.

Ao entender melhor a situação, você perceberá que dá ter uma qualidade de vida melhor usando aparelhos auditivos e descobrirá que muito mais gente do que você imagina possuem deficiência auditiva e usam aparelhos, incluindo muitos famosos.

Portanto, junto ao apoio do médico e do fonoaudiólogo, sempre busque por informações, mas priorize blogs e sites como o da Sonido, que oferecem conteúdo sério, sempre pensado e avaliado pelos melhores profissionais da área.

Gostou do nosso post? Acha que precisa de ajuda para evitar a piora da sua perda auditiva ou conhece alguém nessa situação? Entre em contato agora com a nossa equipe para podermos te auxiliar em todo o processo.

 

​​

         Veja também

O perigo da automedicação: medicamentos podem causar perda auditiva

O perigo da automedicação: medicamentos podem causar perda auditiva

Sempre vemos nos noticiários reportagens falando sobre os perigos da automedicação, já que os medicamentos estão entre as principais causas de intoxicação no Brasil e podem ter efeitos colaterais graves, dentre eles a perda auditiva temporária ou até mesmo permanente....

×

Olá! Como posso te ajudar?

A mensagem será iniciada pelo WhatsApp
ou envie um email para: contato@sonidoaudicao.com.br

× Agende seu teste